Exatas UFPR

Curso de graduação em Informática Biomédica

Informações gerais

Departamento de vínculo: Informática

Título conferido: Bacharel em informática biomédica

Avaliação do Ministério da Educação (MEC):

  • Conceito 4 no Conceito de Curso (CC/2014)

Vagas: 30 vagas anuais com início no primeiro semestre.

Duração: Mínimo de 8 semestres (4 anos) e máximo de 12 semestres (6 anos).

Turno: Integral (tarde e noite).

Currículo

Estruturado em 5 módulos que totalizam 3.000 horas.

1. Formação básica (900 horas): Disciplinas obrigatórias concentradas nos primeiros períodos que fornecem sólida base teórica em Matemática, Computação e Biologia.

2. Formação geral (420 horas): Disciplinas obrigatórias nas áreas de Estatística, Ciências Biológicas e Ciências da Saúde voltadas especificamente para a área de informática biomédica.

3. Formação profissional geral (840 horas): Disciplinas obrigatórias para domínio dos conceitos das diferentes subáreas da Computação e das 3 áreas da informática biomédica enfatizadas pelo curso – Bioinformática, Processamento de Imagens Médicas e Sistemas de Informação em Saúde.

4. Formação complementar obrigatória (600 horas): Compreende 480 horas de atividades formativas e 120 horas do Trabalho de Conclusão de Curso.

5. Formação complementar optativa (240 horas): Disciplinas optativas que permitem ao aluno aprofundar-se em subáreas de acordo com seus interesses e aptidões.

Possibilidades profissionais

A informática biomédica é a área que cuida do desenvolvimento de softwares e equipamentos eletrônicos empregados na biologia e medicina. O profissional atua em uma área interdisciplinar que engloba a Ciência da Computação, as Ciências Biológicas e as Ciências da Saúde. Por se tratar de uma área nova e em constante evolução, o profissional de informática biomédica atua essencialmente em pesquisa e desenvolvimento de novos algoritmos, técnicas computacionais e sistemas de informação para solucionar problemas.

Os serviços de saúde dependem cada vez mais da informática, e o mercado carece de mão de obra especializada nessa área. A demanda por esse profissional tem sido grande nas áreas de sistemas de gestão, bioinformática e sistema de imagens. O principal mercado está em empresas que desenvolvem softwares específicos para a área de saúde e para treinar funcionários de clínicas, hospitais ou laboratórios no uso adequado do sistema. Nesse caso, os maiores empregadores estão na capital paulista, onde se concentra o maior número dessas empresas desenvolvedoras. Mas há também vagas nas filiais dessas empresas, espalhadas pelo Brasil e até no exterior. O profissional pode atuar também como gestor de saúde em grandes hospitais, órgãos públicos e laboratórios, ou como pesquisador em centros de pesquisa relacionados às biociências. Há ainda a possibilidade de empreender na área, abrindo uma empresa especializada no tratamento de um tipo específico de dado.

Perfil do egresso

O profissional da informática biomédica atua em projetos e ambiente de trabalho interdisciplinares. O egresso do curso pode se especializar nas seguintes áreas de atuação: bioinformática, processamento de imagens médicas e desenvolvimento de sistemas de informação em saúde. Ele tem condições de:

Analisar problemas complexos e o desenvolver soluções algorítmicas;
Desenvolver sistemas de computação robustos, pelo uso das melhores técnicas de programação;
Solucionar problemas computacionais complexos na área das Biociências que envolvam o armazenamento e o processamento de grandes volumes de dados;
Desenvolver sistemas de processamento de imagens e outros tipos de dados médicos capazes de lidar com os padrões estabelecidos.

Mais informações

Site institucional do curso.

Página do curso no Guia do Estudante.