Exatas UFPR

Institucional

RESULTADO – Edital para seleção de bolsista de Apoio Técnico à Pesquisa na área de Ciência da Computação

O Laboratório de Meteorologia da UFPR, no Departamento de Física, Setor de Ciências Exatas, torna público o presente edital com as normas do processo seletivo de estudantes para prestar apoio técnico na área de ciência da computação no âmbito do projeto abaixo identificado: Título: Como a mudança climática antrópica pode afetar a chuva de monção no Brasil? Instituição parceira: Engie Brasil Energia S.A. Processo SEI nº 23075.019550/2022-48 Coordenadora: Profa Dra Alice Grimm

ACESSE O EDITAL COMPLETO AQUI

RESULTADO *NOVO

Seleção de Bolsistas

Estão abertas as inscrições para estudantes interessados em participar da seleção de bolsistas que atuarão no projeto BRA/10/007- Boas práticas na implantação e implementação dos sistemas de informação para a infância e adolescência.
O edital possui fluxo contínuo. Todas as informações estão disponíveis o edital de chamamento público.

Acesse o Edital aqui

Anexo I

Errata Edital

RESULTADOS 

 

Lista de Inscritos * NOVO

Lista de Selecionados * NOVO

 

Vagas em Diversas Áreas

Vagas em Diversas Áreas

Estão abertas as inscrições para estágio na UFPR.

O Setor de Ciências Exatas disponibiliza vagas para diversas áreas.

Após escolher a área que deseja se inscrever, o candidato deve encaminhar a documentação para o e-mail informado no ANEXO 1 do edital.

– O período de inscrição será a partir das 08h00 do dia 18/05/2022 até às 18h00 do dia 27/05/2022.

São requisitos para a inscrição no processo seletivo:

  • ter idade mínima de 16 (dezesseis) anos  no ato da inscrição no processo seletivo;
  • estar regularmente matriculado em cursos reconhecidos pelo MEC,  oferecidos por  instituições de ensino no país;
  • ter disponibilidade de tempo para atender as atividades programadas e a carga horária exigida de 20 (vinte) horas ou 30 (trinta) horas semanais, nos turnos determinados pelas unidades demandantes das vagas.
  • preencher e assinar o requerimento de inscrição, disponível em www.progepe.ufpr.br, indicando para qual vaga deseja concorrercontendo o nome do candidato, número do CPF, endereço, telefone e e-mail, devendo anexar relatório médico, caso se enquadre no item 4.

Os documentos relacionados a seguir deverão ser encaminhados à Unidade demandante da vaga, em formato .pdf, juntamente com o requerimento de inscrição devidamente preenchido, durante o período de inscrição:

  • Currículo completo, vitae ou lattes, onde constem, dentre outras informações, o semestre/ano que está cursando, a instituição de ensino, telefones e e-mail para contato com o candidato;

  • Histórico Escolar do estudante emitido há no máximo 90 dias da publicação deste edital, em que constem as notas obtidas do semestre ou período anterior ao que está cursando;

  • Declaração emitida pela instituição de ensino em que o candidato estuda há no máximo 90 dias da publicação deste edital com a comprovação de matrícula do semestre que o estudante está cursando ou que irá cursar e horário das aulas;

 

Acesse o Edital completo clicando aqui.

XII Workshop e II Escola de Verão do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

XII Workshop e II Escola de Verão do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Caros(as) estudantes, professores(as) e demais educadores(as) das redes pública e privada de ensino da grande Curitiba e regiões,

O Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) convida todos(as) a prestigiarem o XII Workshop e a II Escola de Verão do PPGECM/UFPR.

O XII Workshop é um evento do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) que ocorre anualmente e que tem, dentre seus objetivos, promover encontros e debates sobre as pesquisas desenvolvidas pelos mestrandos e doutorandos ingressantes no Programa.

Já a II Escola de Verão deste ano terá como tema a “Educação em Ciências e em Matemática na contemporaneidade: dimensões éticas, políticas e epistêmicas”. Em sua pauta, problematizaremos e dialogaremos sobre a ética, a natureza epistêmica e as implicações políticas na/da pesquisa em Educação em Ciências e em Matemática e seus reflexos na prática docente.

Além disso, também contaremos com palestras, mesas-redondas, rodas de conversa, atividades culturais e sessões de comunicação oral dos trabalhos das pós-graduandas e dos pós-graduandos do PPGECM/UFPR.

Ambos, o XII Workshop e a II Escola de Versão do PPGECM/UFPR serão realizados de 07 a 11 de março de 2022, em formato remoto, as inscrições são gratuitas e abertas para a comunidade interna e externa à UFPR. 

Ual, que máximo! E você vai ficar de fora dessa? Claro que não!!! 

Aproveite e faça já a sua inscrição pela plataforma do evento no site  (https://www.even3.com.br/workshopescola2022/). 

Fique por dentro de todas as novidades acompanhando as redes sociais.

Instagram: @workshop_ppgecm

Facebook: https://www.facebook.com/ppgecm.ufpr

Essas e outras informações estão disponíveis no site do evento em https://www.even3.com.br/workshopescola2022/.

 

Atenciosamente,

Comissão Organizadora do XII Workshop e II Escola de Verão do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências e em Matemática (PPGECM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

UFPR estabelece diretrizes e providências para o retorno seguro e gradual das atividades presenciais dos servidores

UFPR estabelece diretrizes e providências para o retorno seguro e gradual das atividades presenciais dos servidores

Em conformidade com a publicação da portaria nº 836, de 19 de outubro de 2021, que estabelece diretrizes e providências para o retorno seguro e gradual das atividades presenciais dos servidores da Universidade Federal do Paraná, informamos que

De 20/10 a 02/11 o atendimento presencial será feito de acordo com cronograma de cada departamento e coordenação disponíveis nos respectivos sites:

DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA

DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA

DEPARTAMENTO DE FÍSICA

DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA

DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

DEPARTAMENTO DE QUIMICA

Os horários da Unidade de Apoio Administrativo, Unidade de Apoio Logístico e Unidade de Controle e Execução Orçamentária podem ser acessados clicando aqui.

O atendimento remoto continua sendo realizado todos os dias das 08:00 às 17:00 horas, através do e-mail (exatas@ufpr.br) e Teams.

 

 

A fase de restrição parcial (RP) inclui as atividades de ensino, pesquisa e extensão consideradas essenciais e que não apresentam possibilidade de execução remota. Na fase RP, também estão incluídos os serviços de atendimento aos usuários, internos e externos, de forma presencial, telefônica ou por meio eletrônico, no local de trabalho. O atendimento presencial aos estudantes, como orientações de trabalhos de graduação e pós-graduação, de pesquisa e extensão pode ser presencial. A fase RP não inclui as atividades administrativas que podem ser executadas remotamente.

O atendimento aos usuários e estudantes deverá respeitar as orientações de distanciamento e prevenção da contaminação pelo coronavírus emitidas pelo Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Saúde (NEPES), em conjunto com a Comissão Central de Retomada da UFPR. Também devem ser observadas as normas e orientações emitidas pelas autoridades sanitárias federais, estaduais e municipais, conforme a realidade de cada campus da UFPR.

Todos os detalhes da portaria podem ser acessados aqui.

Seleção de Bolsistas

Seleção de Bolsistas

Estão abertas as inscrições para estudantes interessados em participar da seleção de bolsistas que atuarão no projeto BRA/10/007- Boas práticas na implantação e implementação dos sistemas de informação para a infância e adolescência.
O edital possui fluxo contínuo. Todas as informações estão disponíveis o edital de chamamento público.

Acesse o Edital aqui

Anexo I

Errata Edital

Resultados (até 01/12/2021)

Lista de Inscritos (13/12/2021) * NOVO

Lista de Selecionados (13/12/2021) * NOVO

 

EDITAL Nº.:01/2021 DE SELEÇÃO DE ALUNO BOLSISTA

EDITAL Nº.:01/2021 DE SELEÇÃO DE ALUNO BOLSISTA

Estão abertas as inscrições para estudantes interessados em participar da seleção de bolsistas no PROJETO: Estímulo a atividades de inovação na UFPR.
O Edital está aberto para a participação de alunos de Graduação em Ciência da Computação ou Informática Biomédica e Pós-Graduação em Informática.

Acesse mais informações e formulário de inscrição clicando aqui

UFPR divulga aprovados no vestibular 2020/2021 com festa virtual

UFPR divulga aprovados no vestibular 2020/2021 com festa virtual

Com um banho de lama virtual, o resultado do processo seletivo 2020/2021 da Universidade Federal do Paraná foi divulgado nesta terça-feira (31), no site do Núcleo de Concursos (NC) e no aplicativo +UFPR. Foram aprovados 4.229 candidatos para os cursos de graduação da UFPR. O registro acadêmico de forma remota dos calouros é de 1º a 6 de setembro. Também foram divulgados os selecionados para a próxima fase do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar do Paraná.

Do total de calouros, 2.507 candidatos, ou 59,28%, tentaram uma vaga pela concorrência geral, 1.717 foram aprovados pelas cotas estabelecidas nas Leis 12.711/12 e 13.409/16 e cinco aprovados pela vaga suplementar destinada a pessoas com deficiência. Mais da metade – 58,45% – dos aprovados cursaram o ensino médio em escola pública. Ressaltando a importância da UFPR no estado, o reitor Ricardo Marcelo Fonseca destacou que 80,89% dos aprovados são paranaenses e 92,15% moram no Paraná. “O processo seletivo da UFPR valoriza a gente local, é uma universidade bastante paranaense”.

O reitor da UFPR falou também da emoção do primeiro banho de lama virtual, tão forte quanto o momento presencial, junto aos calouros e seus familiares. “É um momento muito importante para a Universidade, de renovação, de receber os novos estudantes e de grande expectativa na sociedade”. Fonseca avaliou que o processo seletivo foi um sucesso, mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia, como a logística e adaptação da prova em fase única e o número expressivo de faltantes, fenômeno que se repetiu em vários vestibulares pelo Brasil e até no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Matrícula
O registro acadêmico dos calouros será feito exclusivamente de forma on-line. Os novos alunos de todos os campi da UFPR, aprovados para o primeiro ou segundo semestre, devem fazer o registro acadêmico do dia 1º de setembro ao meio-dia do dia 6 de setembro, pelo site do Núcleo de Concursos (www.nc.ufpr.br). É preciso fazer o upload (envio) dos documentos solicitados no item 10 do Edital nº 75/2020 e também no item 9 do Guia do Candidato.

Aprovados este ano através do Sisu, que passaram agora em um curso diferente no processo seletivo 2020/2021 e vão optar pela vaga UFPR devem fazer o registro acadêmico da mesma forma. Para cancelar a matrícula na vaga Sisu é preciso enviar um e-mail para atendimento@ufpr.br .

Desafio logístico
Segundo o coordenador do NC, professor Alexandre Trovon, a realização do vestibular, durante a pandemia, foi um grande desafio. Para atender a todos os protocolos de biossegurança, mais locais e aplicadores de prova foram necessários. Se no concurso de 2019 eram 37 locais de provas e 1.266 salas para 54.558 candidatos, no vestibular 2020/2021, os 39.696 candidatos foram alocados em 2.056 salas, em 71 locais de provas. Este ano, foram necessários 6.306 colaboradores divididos em 105 inspetorias. No ano anterior, que teve até mais candidatos, 4.396 pessoas trabalharam durante o vestibular, em 62 inspetorias.

O desempenho individual dos candidatos será divulgado a partir das 18h desta terça-feira (31). A data da chamada complementar deve ser anunciada após o término do período de registro acadêmico.

Fonte: https://www.ufpr.br/portalufpr/noticias/ufpr-divulga-aprovados-no-vestibular-2020-2021-com-festa-virtual/

Nota de Pesar: Elizia Palmeira Pontes

Nota de Pesar: Elizia Palmeira Pontes

Com profundo pesar o Setor de Ciências Exatas da UFPR comunica o falecimento de nossa querida servidora aposentada Elizia Palmeira Pontes, no dia 26 de agosto, vítima da COVID.

Dona Elizia, ou Elizinha, como carinhosamente era chamada, ingressou na UFPR em 1980, e após ter trabalhado pro vários por vários anos no Restaurante Universitário, veio para o Setor de Ciências Exatas em 2005, onde encerrou sua jornada ao se aposentar em 2019.

Durante sua estada conosco, iluminou os dias de todos com sua alegria, espontaneidade e dedicação. Era alguém cuja presença trazia leveza a todos. Sua perda é inestimável para a comunidade das Ciências Exatas, deixando em cada um de nós um sentimento de vazio e muitas saudades.

Que seus entes queridos encontrem forças para enfrentar esse momento difícil.

Equipe da SENASP e da Polícia Científica do PR visitam Centro de Ciências Forenses na UFPR

Equipe da SENASP e da Polícia Científica do PR visitam Centro de Ciências Forenses na UFPR

Nesta sexta-feira (14/05), o Diretor da Polícia Científica do Paraná (PCP), o perito Luiz Rodrigo Grochocki, apresentou o Centro de Ciências Forenses (CCF) na UFPR, à comitiva da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP). A visita teve como objetivo mostrar as pesquisas desenvolvidas para a segurança do estado aos representantes nacionais e valorizar a cooperação dos integrantes do Centro e o trabalho desenvolvido com os peritos da instituição estadual.

“Muitos dos nossos investimentos vêm do Governo Federal e, por isso, é importante que a equipe da Senasp tenha conhecimento dos trabalhos desenvolvidos, bem como de nossas necessidades, para futuras parcerias e convênios”, ressalta o Diretor Grochocki, ao explicar um pouco da necessidade de apresentar aos representantes nacionais da Segurança Pública a forma como os investimentos têm sido aplicados na ciência forense do estado.

Em parceria com a Polícia Científica do estado, a UFPR edificou o Centro de Ciências Forenses do Paraná para que, sumariamente, suas pesquisas e desenvolvimentos tecnológicos na área forense pudessem contribuir com os trabalhos da segurança pública. Como reflexo, os estudos desenvolvidos têm auxiliado na formação dos alunos vinculados à universidade e no hábil serviço prestado pela PCP.

O Coordenador Geral de Pesquisa e Inovação da SENASP, João Carlos Laboissiere Ambrósio, ressalta a importância das pesquisas feitas no Paraná para a ciência. “É um instituto (PCP) com uma direção que tem protocolos claros e bem estabelecidos, uma gestão de criminalística muito avançada. Não tenho dúvidas de que o trabalho aqui gerenciado tem trazido bons resultados para o desenvolvimento da ciência forense em geral”.

O CCF é formado por pesquisadores e laboratórios de diversas áreas, como da Ciência da Computação, da Engenharia Ambiental, da Física, da Farmácia, da Geologia e da Química. Destacando-se entre os objetivos do centro, está o auxílio no trabalho dos peritos criminais do Paraná a partir de significativas contribuições na identificação de substâncias ilícitas, análises ambientais, investigação de ataques cibernéticos e de microvestígios em cenas de crimes.

Estiveram presentes na visita o Diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki; o Diretor do Instituto de Criminalística, Mariano Schaffk Netto; o Coordenador Geral de Pesquisa e Inovação da SENASP, João Carlos Laboissiere Ambrósio; o Chefe da Balística Forense do Instituto de Criminalística do Paraná, Sandro Luis Kanning; a Perita Oficial Toxicologista da Polícia Científica do Paraná, servidora mobilizada da Senasp), Rachel Picada Bulcão; o Perito Criminal do Amazonas no projeto SINAB, Ladislau Brito Santos Junior e outros integrantes da comitiva e do laboratório da UFPR.

Fonte: http://www.seguranca.pr.gov.br/Noticia/Equipe-da-SENASP-e-da-Policia-Cientifica-do-PR-visitam-Centro-de-Ciencias-Forenses-na-UFPR?fbclid=IwAR07TdPKgeukdIJBJE7Ccw9TknDH8okrIqdxldB95zkptUOKdamyNnPkcJo

Nota de Pesar: Prof. Adilson dos Anjos

Nota de Pesar: Prof. Adilson dos Anjos

A Universidade Federal do Paraná comunica, com pesar, o falecimento do professor Adilson dos Anjos, nesta quinta-feira, 29 de abril, por complicações cardíacas congênitas, aos 50 anos. O velório será realizado na Sala Diamante da Capela Vaticano, das 13h30 às 17h30 desta sexta-feira (30). Devido às restrições impostas pela pandemia, o velório será restrito aos familiares e amigos próximos.

O professor Adilson dos Anjos fazia parte do corpo docente do Departamento de Estatística, do Setor de Ciências Exatas. Era graduado (UFSC) e mestre (USP) em Agronomia e doutor em Engenharia de Produção (UFSC). Foi chefe de departamento e coordenador do curso de especialização em Controle Estatístico de Qualidade.

Em nota, o Setor de Ciências Exatas destaca “a pessoa excepcional, tanto do ponto de vista pessoal quanto profissional que era Anjos. O professor era uma das autoridades na Teoria de Resposta ao Item, utilizada em sistemas de avaliação como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Muito da tecnologia de avaliação de provas e formulação de questões, utilizada atualmente pelo Núcleo de Concursos da UFPR, possui a valiosa contribuição do professor Adilson. Seu falecimento representa grande perda à toda a comunidade da UFPR”.

O professor Adilson é marido da professora Mônica de Caldas Rosa dos Anjos, do departamento de Nutrição da UFPR.

A comunidade da UFPR, enlutada, presta sentimentos aos familiares e amigos.

Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear do Departamento de Química (LabRMN UFPR)

Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear do Departamento de Química (LabRMN UFPR)

 

Nota de esclarecimento

 

Nesse momento de pandemia o Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear do Departamento de Química (LabRMN UFPR) vem atuando de forma pioneira, ofertando à comunidade um Teste Grátis de Qualidade de Álcool em Gel. Esta iniciativa está disponível a toda a população, e é realizada a partir do envio de amostras, de qualquer lugar do país, respeitando as considerações de sigilo com relação a marcas e registros.

O LabRMN confirma que realizou análise de amostras fornecidas pelo SISMMAC e SISMUC. Entretanto, é importante frisar, que o LabRMN não atesta, confirma ou identifica a origem de procedência das amostras e nem se responsabiliza pelo armazenamento, ou fatores que potencialmente podem influenciar os resultados, antes da amostra ser recebida no LabRMN.

 

Sobre o Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear do Departamento de Química (LabRMN UFPR)

 

O Laboratório Multiusuário de Ressonância Magnética Nuclear do Departamento de Química (LabRMN UFPR) tem contribuído significativamente para que a Universidade Federal do Paraná alcance a posição de destaque a que se propõe em seu Plano de Desenvolvimento Institucional, através de atividades de ensino, pesquisa e inovação tecnológica, com alcance em todos os setores da sociedade. No âmbito institucional, caracteriza-se como um laboratório exclusivamente multiusuário, com uso compartilhado de sua infraestrutura analítica por alunos, professores e técnicos.

Além do indiscutível papel no apoio às atividades de pesquisa, ações importantes têm sido conduzidas com relação à prospecção além do meio acadêmico. Com relação à proteção e defesa do consumidor e combate às fraudes, o Laboratório tem atuado em conjunto com a Vigilância Sanitária, o Ministério da Agricultura e o Laboratório Central do Estado. Estas ações, exemplificadas nos links de reportagens abaixo, são exemplos práticos das possibilidades de utilização de nossa infraestrutura a prol da sociedade, que é a financiadora legitima de toda infraestrutura das universidades.

 

– Combate a falsificação de óleos vegetais: https://paranaportal.uol.com.br/agronegocio/azeite-de-oliva-falso-destruidos-fiscalizacao-mapa/amp/

– Combate à adulteração de bebidas: https://paranaportal.uol.com.br/cidades/comerciantes-autuados-vinho-feito-com-etanol-curitiba/

– Venda de produtos irregulares: https://g1.globo.com/google/amp/pr/parana/noticia/2019/12/17/policia-prende-suspeitos-de-vender-emagrecedores-com-substancias-de-uso-controlado-como-se-fossem-100percent-naturais.ghtml.

 

Este trabalho levou a consolidação de recentes acordos de cooperação técnica e de contratos importantes para a Universidade, como a Secretaria de Segurança Pública do Estado, através das Polícias Científica e Federal e a recente criação do Centro de Ciências Forenses, único no Brasil, em que o Laboratório de RMN ocupa papel de destaque.

No contexto da atual pandemia de COVID-19, o LabRMN tem atuado de forma pioneira para o controle de qualidade de sanitizantes a base de álcool em gel. Este trabalho, disponível a toda comunidade de forma absolutamente gratuita, teve início em função da necessidade dos órgãos de fiscalização e controle em verificar de forma rápida e direta o teor alcoólico presente em amostras apreendidas (http://www.exatas.ufpr.br/portal/blog/professores-do-departamento-de-quimica-examinam-falsificacao-de-alcool-em-gel-em-parceria-com-a-policia-cientifica-do-parana/).

 

Neste momento, em que todos devemos contribuir para evitar a disseminação do vírus e salvar vidas, comprometidos com a função social da instituição e buscando auxiliar a população de uma forma imediata, disponibilizamos a toda comunidade a possibilidade de submeter amostras de álcool em gel para averiguar o teor de álcool contido nos produtos. As análises são realizadas a partir do envio de amostras, de qualquer lugar do país, respeitando as considerações de sigilo com relação a marcas e registros. O objetivo desta ação comunitária é auxiliar àqueles que, por alguma razão, desejam confirmar a qualidade e eficiência dos produtos a que tem acesso, para que as medidas de prevenção possam ser verdadeiramente eficientes. Em vista disso, os resultados obtidos não apresentam valor jurídico. Trata-se de instrumento facilitador para que o consumidor possa acionar os mecanismos de defesa junto aos órgãos competentes.

 

Recentemente, análises de teor de álcool contido em amostras suspeitas de adulteração apreendidas pelas polícias federal e estadual contribuíram para que produtos inadequados fossem retirados em circulação, incluindo produtos adquiridos pelo estado para distribuição a seus servidores. Desde então, o Laboratório tem prestado apoio aos setores de diversos estados e prefeituras, responsáveis pela compra deste material por licitação.

Infelizmente, as estatísticas até o presente momento vêm mostrando um alto índice de produtos em desconformidade com a regulamentação vigente. Cerca de 80% das amostras recebidas apresentam teores de álcool inferiores a 68%, teor mínimo estabelecido pela ANVISA (RDC 350/20).

 

Neste sentido, o Laboratório Multiusuário de RMN da UFPR, reitera sua atuação para contribuir ao enfrentamento da pandemia de COVID-19, permanecendo a disposição de todos os setores da sociedade para verificação de sanitizantes a base de álcool gel. Reiteramos igualmente o compromisso da UFPR junto à comunidade para que os verdadeiros autores de ações fraudulentas possam ser identificados pelas autoridades competentes.

 

Comitê Gestor do Laboratório Multiusuário de RMN

Minicurso X-ray spectroscopy techniques

Minicurso X-ray spectroscopy techniques

O Minicurso X-ray spectroscopy techniques que será ofertado pelo Programa de Pós-Graduação em Física da UFPR no mês de fevereiro de 2021. Será ministrado pela Dra. SOHEILA HOLAKOEI do Programa de Pós-graduação de Engenharia e Ciência dos Materiais (PIPE) da Universidade Federal do Paraná – UFPR.

 

Período de inscrição do curso: 26 A 29 de janeiro de 2020

Número de vagas: 50

Curso ministrado integralmente em Inglês

Local: Vídeo Conferência pela sala Teams da Microsoft

Período: 01, 02, 03, 04 e 05 de fevereiro de 2021 Horário das aulas:

Dias 01/01 a 05/01 das 14 horas às 16 horas

EMENTA: O curso apresentará as diversas técnicas de espectroscopias:

  1. i) X-ray photoelectron spectroscopy XPS, ii) near edge X-ray absorption fine structure (NEXAFS) e iii) Resonant Auger spectroscopy using the Core-Hole Clock (CHC) method (RAS (CHC)). Cada técnica será explicada e discutida seguindo-se de vários exemplos de caracterização de materiais.

O curso contará com 15h síncronas e assíncronas durante a semana de 1-5 de fevereiro de 2021. Iniciando sempre as 14h.

Mais Informações: http://fisica.ufpr.br/posgrad

Professores do Setor de Ciências Exatas em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos criam um portal sobre políticas étnico-raciais

Professores do Setor de Ciências Exatas em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos criam um portal sobre políticas étnico-raciais

 

O Portal de Sistema de Monitoramento de Políticas Étnico-Raciais (Simope) é resultado de um convênio entre o Centro de Computação Científica e Software Livre (C3SL), do Setor de Ciências Exatas, e a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. No portal estão disponibilizados dados e informações sobre políticas étnico-raciais para aprimorar a eficiência das políticas vigentes atualmente. O projeto ainda está em andamento e a versão atual é beta, para posterior lançamento.

 

O objetivo do portal é possibilitar a análise e o monitoramento das políticas públicas, facilitando a atuação de melhoria dos Governos Federal, Estaduais, Distrital e municipais. “É importante para dar visibilidade à população negra e aos povos e comunidades tradicionais e permitir a atuação de diferentes esferas governamentais a partir dos indicadores disponibilizados”, conta Marcos Didonet, professor do C3SL e coordenador do projeto.

 

De acordo Didonet, os dados foram extraídos de fontes de dados abertos do governo federal: “principalmente dados do Censo da Educação Superior, disponíveis no portal de microdados do INEP e dados do CadÚnico, disponíveis no portal de dados abertos do governo Federal, além de outras fontes adicionais, com INCRA, MMDFH e Fundação Palmares”, explica. Os módulos de dados estão divididos em: Comunidades Quilombolas, Povos Indígenas, Povos e Comunidades Tradicionais, Informações com o recorte Étnico-Racial, Cotas e Participantes do SINAPIR e Projetos de Promoção Étnico-Racial.

 

A criação do Portal Simope contou com a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SNPIR), que forneceu quais os requisitos dos indicadores são relevantes para o monitoramento das políticas públicas de promoção de igualdade étnico-racial, e o C3SL, que ficou responsável pelo desenvolvimento do portal e pela realização de pesquisas computacionais com o processamento de grandes quantidades de dados.

Segunda edição do “Meninas nas Exatas: por Elas, para Todos” será realizada em formato totalmente remoto

Segunda edição do “Meninas nas Exatas: por Elas, para Todos” será realizada em formato totalmente remoto

 

No dia Internacional das Mulheres e Meninas nas Ciências, 11 de fevereiro, acontece a segunda edição do “Meninas nas Exatas: por Elas, para Todos”. O evento é organizado por professoras do Setor de Ciências Exatas. O objetivo é apresentar à sociedade o trabalho desenvolvido, através de atividades, e destacar o protagonismo das mulheres nas Ciências Exatas, para inspirar meninas a ingressarem na carreira científica. O evento esse ano será de maneira remota e aberto ao público de diversas idades abrangendo ensino fundamental, médio, graduação, pós-graduação e formação de professores.

 

“Trata-se de um evento marcado pelo protagonismo das Mulheres liderando atividades na área de Exatas, e esperamos que isso venha atrair meninas com talento nestas áreas, e também fazer com que os meninos e homens compreendam que Ciências Exatas é coisa de Mulher sim!”, conta a professora Elizabeth Wegner Karas, do Departamento de Matemática e uma das organizadoras.

 

A programação inicia às 9h, com a palestra de abertura com a professora e pesquisadora Bárbara Carine Pinheiro, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sobre a descolonização sob perspectiva das cientistas negras nas Ciências Exatas e na Tecnologia. Ao longo do dia, serão diversas atividades síncronas e assíncronas, propostas por professoras e alunas do Setor de Ciências em colaboração com instituições paranaenses e do Brasil, nas áreas de Computação, Estatística, Expressão Gráfica, Física, Matemática, Química e Questões de Gênero. Estão abertas as inscrições para ofertas de atividades, assíncronas ou síncronas, de até 90 minutos, até 31/12. A palestra de encerramento, no início da noite, será com Marcia Cristina Bernardes Barbosa, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Física renomada, pesquisadora do CNPq e membro titular da Academia Brasileira de Ciências e da Academia Mundial de Ciências (TWAS).

 

Karas explica que são diversos os objetivos do evento: “incentivar e valorizar a participação feminina nas Exatas em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU e por acreditarmos que a equidade de gênero é um caminho para a justiça social; contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação do país, por meio do estímulo à participação e à formação de meninas e mulheres em Ciências Exatas”. Além disso, divulgar os cursos de graduação do Setor de Ciências Exatas e aumentar o intercâmbio das escolas de Educação Fundamental 2 e Médio com a Universidade e valorizar o papel da professora e do professor.

 

 

A primeira edição aconteceu em 11 de fevereiro de 2020 e foi idealizada  inicialmente, como uma das atividades de encerramento do projeto “Meninas na Matemática: procuram-se Arletes”, coordenado pela Professora Elizabeth Wegner Karas, do Departamento de Matemática. O evento contou com 43 atividades e 650 participantes, entre estudantes e professores de ensino fundamental, médio, graduação, pós-graduação, pesquisadores, colaboradores e a comunidade de modo geral de 8 a 78 anos.

 

Professora do Departamento de Química é eleita membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências

Professora do Departamento de Química é eleita membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências

 

No dia 3 de dezembro, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) divulgou o resultado das eleições de membros titulares, afiliados, correspondentes e colaboradores. A professora Elisa Orth, do Departamento de Química, foi eleita membro afiliado. Além dela, outra professora da UFPR. A posse está marcada para o dia 1º de janeiro de 2021.

 

Sinto-me muito honrada em fazer parte de uma das instituições científicas mais importantes do Brasil e do mundo. Certamente ser eleita é um marco na minha carreira pois é um reconhecimento de um trabalho que tenho feito com muita dedicação e paixão!”, conta Orth. A professora trabalha desde 2012 na UFPR e é líder do grupo de pesquisa Grupo e Catálise e Cinética (GCC). Já recebeu prêmios como Brazilian Women in Chemistry and Related Sciences da ACS (Brasil), em 2019; Prêmio Jovem Cientista-100 anos da tabela periódica da IUPAC (Paris), em 2018; Rising Talents da LOreal-UNESCO (Paris); em 2016; Para Mulheres na Ciência LOréal-UNESCO-ABC (Brasil), em 2015; e Grande Prêmio CAPES de Tese Milton Santos, em 2012. 

 

A professora Elisa Orth foi eleita como membro afiliado por seu trabalho referência na pesquisa e na ciência. (Foto: Marcos Solivan/Sucom-UFPR)

 

A Academia Brasileira de Ciências atua no desenvolvimento científico do país e é uma das entidades mais respeitadas. Ela contribui para o estudo de temas de primeira importância para a sociedade, visando dar subsídios científicos para a formulação de políticas públicas. “Além de reunir os melhores cientistas, a ABC tem papel fundamental nas ações para lutar pela ciência brasileira, que vem sofrendo tantos cortes”, explica Orth.

 

Os membros afiliados são eleitos por seu trabalho como jovens pesquisadores, com menos de 40 anos, e fazem parte do quadro da ABC por 5 anos. Este ano, entre os afiliados, 46,7% são mulheres; entre os titulares são 43%. Em 2019, entre os membros titulares na Química, apenas 19% eram mulheres. Orth conta que a participação feminina nas ciências e na pesquisa ainda é muito baixa, quanto mais sobe na carreira, menor é a representação: “E é isso que precisamos cada vez mais. Mais mulheres assumindo posições de liderança e de prestígio pois serão vitrines para inspirar as futuras gerações. Os tempos estão mudando e estamos dando oportunidade para essas cientistas mulheres incríveis também mostrarem seu trabalho”, finaliza. 

Eleições do Setor de Ciências Exatas

Eleições do Setor de Ciências Exatas

Estão abertas as inscrições para as eleições do Setor de Ciências Exatas. As eleições acontecerão no dia 08 de dezembro de 2020.

As eleições são para:

Direção e vice-direção do Setor

Chefia do Departamento de Estatística;

Chefia do Departamento de Informática;

Coordenação do Curso de Ciência da Computação;

Coordenação do Curso de Informática Biomédica;

Coordenação do Curso de Estatística;

Coordenação do Curso de Matemática Industrial.
Maiores informações estão disponíveis nos documentos abaixo:
Portaria Nº46-2020.

Edital Convocação Eleições

Resolução 04/2020 – Chefias e Coordenações

Resoluçao 05/2020 – Direção e vice-direção

Edital 02/2020 – Comissão Eleitoral – Homologação Inscrições Chefias e Coordenações

Edital 03/2020 – Comissão Eleitoral – Homologação Inscrições para Direção do Setor

Edital 04/2020 – Comissão Eleitoral – Reabertura de Inscrições para Coordenação do Curso de Matemática Industrial

Edital 05/2020 – Comissão Eleitoral – Inscrições para Coordenação Curso de Matemática Industrial 

Edital 06/2020 – Comissão Eleitoral – Fiscais 

Edital 07/2020 – Comissão Eleitoral – Resultado da Eleições para Direção do Setor

Edital 08/2020 – Comissão Eleitoral – Resultado das Eleições para Chefias e Coordenações

Programa de Pós-Graduação em Informática recebe prêmios e menção honrosa no Concurso Alexandre Direne de Teses, Dissertações e Trabalhos de Conclusão de Curso em Informática na Educação

Programa de Pós-Graduação em Informática recebe prêmios e menção honrosa no Concurso Alexandre Direne de Teses, Dissertações e Trabalhos de Conclusão de Curso em Informática na Educação

 

O Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGInf) recebeu prêmios de melhor Tese de Doutorado, melhor Dissertação de Mestrado e menção honrosa em Dissertação no Concurso Alexandre Direne de Teses, Dissertações e Trabalhos de Conclusão de Curso em Informática na Educação. O resultado foi divulgado no dia 28 de novembro. O evento é promovido pela Comissão Especial de Informática na Educação da Sociedade Brasileira de Computação. Além disso, o nome do concurso homenageia o professor Alexandre Direne, que trabalhou e inspirou colegas no Departamento de Informática e no PPGInf.

 

O primeiro lugar da Melhor Tese de Doutorado ficou com o aluno Andres J. Porfírio, orientado pelo professor Roberto Pereira e co-orientado pelo Eleandro Maschio (UTFPR), com a tese Identifying Evidences of Computer Programming Skills Through Automatic Source Code Evaluation. Já, o primeiro lugar da Melhor Dissertação de Mestrado ficou com a aluno Júlia dos Santos Bathke Ortiz, orientada pelo professor Roberto Pereira, com a pesquisa Computational Thinking for Youth and Adults Education: Towards a Socially Aware Model. E a Dissertação de Mestrado do aluno Leonam Oliveira, orientado pelo professor Andrey Pimentel e co-orientado pela professora Selma Santos Rosa (UFPR, campus Jandaia), com a pesquisa AFP-OPA: Arcabouço para a Escolha de Pares na Online Peer Assessment, recebeu Menção Honrosa de Dissertação de Mestrado.

 

Para o professor Roberto Pereira, do Programa de Pós-Graduação em Informática, as premiações destacam as pesquisas do PPGInf preocupadas em contribuir com a educação do país: “as premiações recebidas valorizam características chaves do PPGInf como um programa aberto e plural, com grupos de pesquisa que cobrem praticamente todas as áreas da Computação e suas aplicações, e que trabalham na formação de recursos humanos e pesquisa da mais alta qualidade”, comenta.

 

Pereira também reforça que além da importância acadêmica do concurso, está a de homenagear um professor que fez grande trabalho dentro do PPGInf: “o Professor Alexandre Direne foi uma pessoa cuja atuação e contribuição transcenderam questões educacionais e administrativas. Defensor da educação pública e de qualidade, ele influenciou muito as características que hoje marcam o Departamento de Informática e o PPGInf”, explica Pereira. Além disso, outra maneira de homenagear foi através do aluno Andrés J. Porfírio, que era inicialmente orientado pelo professor Direne e recebeu o primeiro lugar: esta foi a oportunidade única do programa receber um prêmio para uma pesquisa inicialmente orientada pelo Prof. Direne em um concurso que leva o seu nome! Ao Prof. Direne nós dedicamos esses prêmios!”, finaliza Pereira.